Share
 

Publicidade

Publicidade

Entidades e Associações

Rio CVB defende utilização de IOF de cartões de crédito para promoção de destinos

Tamanho da letra:

Alfredo Lopes, presidente do Rio CVB / DivulgaçãoAlfredo Lopes, presidente do Rio CVB / Divulgação

Com a elevação de 0,38% para 6,38% do IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) para cartões de crédito utilizados no exterior pelos brasileiros, o Rio Convention & Visitors Bureau defende que 30% desta contribuição sejam utilizados para a promoção do destino em outros países do mundo.

Com base no artigo intitulado “Yankees são bem-vindos”, de autoria do deputado federal Otávio Leite, publicado pelo jornal O Globo, na última quinta-feira (23), em 2013 houve um déficit em transações correntes de aproximadamente US$ 80 bilhões.

De acordo com autor, esse fato revela a precariedade das contas externas, pois deste total, US$ 18 bilhões derivam dos US$ 24 bilhões que os brasileiros deixaram no exterior, contra os US$ 6 bilhões que os estrangeiros gastaram no Brasil.

Para o deputado, ao invés de o Governo aumentar o IOF, ele deveria ter investido em ações para trazer mais turistas responsáveis pelo consumo de bens e serviços, o que resultaria na geração de empregos e receita para o país.

De acordo com o presidente-executivo do Rio CVB, Alfredo Lopes, ainda é possível trabalhar essa tributação em prol do turismo nacional, utilizando 30% do valor anual arrecadado para a promoção do destino no exterior, principalmente em países em desenvolvimento no cenário mundial.

Serviço
Site: www.riocvb.com.br

Enviar ComentárioComunicar Erro

Comunicar Erro

Enviar Comentário